top of page

UFSC lidera ranking da pesquisa aplicada em jornalismo no Brasil

Atualizado: 18 de fev. de 2023

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) lidera o ranking de instituições que mais publicaram trabalhos sobre pesquisa aplicada em jornalismo. Entre 2011 e 2022 a instituição publicou 19 trabalhos em revistas científicas, anais de eventos acadêmicos e em seu programa de pós-graduação, por meio de dissertações e teses.


A Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) também se destacam com 15 e 11 publicações no mesmo período, respectivamente. Em seguida, constam Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e Universidade Federal do Maranhão.


Ranking de publicações sobre pesquisa aplicada em jornalismo por instituições (2011 a 2022)

Fonte: OPAJor, 2023


A UFSC conta com o primeiro mestrado (2007) e o primeiro doutorado (2013) acadêmico em Jornalismo do Brasil e, desde então, a instituição é referência em termos de pesquisa em jornalismo, por meio de quadros docentes de relevância nacional e internacional. O grupo de docentes também é reconhecido pela liderança na atuação acadêmica da pesquisa e da teorização do jornalismo.


A UFU e a UFMA contam com programa de pós-graduação profissional em Comunicação e a UFPB com o único mestrado profissional em Jornalismo do Brasil. Os programas profissionais, em geral, apresentam uma maior vocação para pesquisa aplicada, tendo em vista que o Documento de Área da Comunicação e Informação, que estabelece os critérios de abertura e de avaliação dos programas, exige que os trabalhos de conclusão de curso sejam elaborados com vistas ao desenvolvimento de pesquisa aplicada.


Além disso, as instituições mais bem ranqueadas também contam com importantes pesquisadores na área da pesquisa aplicada em jornalismo. Na UFSC estão Rita Paulino e Elias Machado; na UFU, Mirna Tonus; na UFMA, Márcio Carneiro Santos; na UFS, Josenildo Luis Guerra e Carlos Eduardo Franciscato; e, na Unifap e UFPA, Walter Lima Junior.


Os dados foram extraídos do repositório do Observatório de Pesquisa Aplicada em Jornalismo no Brasil. O levantamento é fruto de uma pesquisa acadêmica desenvolvida pelo projeto “Tecnologias da comunicação e a formação em jornalismo”, ligado ao Grupo de Pesquisa Comunicação, Tecnologia e Sociedade, do Centro Universitário Internacional Uninter, em Curitiba.


Atualizado em 18/02/2023

193 visualizações

Commentaires


bottom of page