top of page

Rio Grande do Sul e Minas Gerais lideram publicações em pesquisa aplicada na pós-graduação

Os estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerais aparecem como os que mais publicam dissertações e teses sobre pesquisa aplicada no Brasil. O primeiro estado conta com mais teses (6) e o segundo com mais dissertações (14) entre os anos de 2010 e 2023.


No total, estão registradas na plataforma do Observatório de Pesquisa Aplicada em Jornalismo no Brasil (OPAjor) um total de 42 dissertações e 13 teses. No caso das dissertações, o pico de publicações sobre o tema ocorreu em 2021, com 7 trabalhos, já de teses ocorreu em 2020, quando foram registrados 6 trabalhos.


Fonte: OPAJor (2023)


Em Minas Gerais todas as publicações referentes ao tema são provenientes do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia, Comunicação e Educação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Os dados indicam a vocação do mestrado profissional que "tem como proposta trabalhar de maneira interdisciplinar as áreas de Comunicação e Educação, tendo as Tecnologias como interface, no sentido de estabelecer trocas entre as diferentes áreas do conhecimento que se entrecruzam na dimensão do desenvolvimento tecnológico contemporâneo".


A primeira dissertação publicada no Brasil, considerando o início do levantamento em 2010, foi registrada em fevereiro de 2013 pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Culturas Contemporâneas da Universidade Federal da Bahia (UFBA). O trabalho "O curador de informação em produtos agregadores de notícia", de Vitor Torres, foi orientado por Suzana Barbosa.


No Rio Grande do Sul o Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) são responsáveis pelo bom desempenho.


A primeira tese publicada sobre o pesquisa aplicada é de Cintia Xavier, então doutoranda pela Unisinos e hoje professora do mestrado em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). O trabalho intitulado "O documentário como produção jornalística: nos limites da pesquisa experimental em trabalhos de conclusão em jornalismo" foi publicado em fevereiro de 2011, sob orientação de Beatriz Marocco.


Sobre o OPAJor


O OPAJor é uma iniciativa do projeto "Tecnologia da Comunicação e a Formação em Jornalismo" ligado ao Grupo de Pesquisa Comunicação, Tecnologia e Sociedade, do Centro Universitário Internacional Uninter. Os dados seguem proposta metodológica disponível na plataforma. A pesquisa iniciou em 2022 e pretende mapear e classificar as pesquisa aplicadas em jornalismo no Brasil nos últimos anos.



36 visualizações

Comments


bottom of page