top of page

2022 registra redução nas publicações sobre pesquisa aplicada

Se 2021 a pesquisa aplicada em jornalismo apresentava um pico histórico em termos de publicações no Brasil, em 2022, registra-se uma queda na tendência. De acordo com dados apresentados pelo Observatório de Pesquisa Aplicada em Jornalismo (OPAJor), foram registradas 25 publicações em 2021, enquanto em 2022 apenas 12.


Quando observado o tipo de pesquisa publicada, verifica-se que em 2022 a maior parte foram de artigos em revistas científicas (5), seguido de artigos em anais de eventos (4) e de dissertações (3). Não foram identificadas teses com a temática da pesquisa aplicada em jornalismo, conforme registrado no gráfico a seguir.



Um dos fatores que podem ajudar a explicar a redução de publicações sobre pesquisa aplicada em 2022 pode estar relacionado com a pandemia de covid 19. Como a pesquisa aplicada, em geral, exige presencialidade, é possível que isto tenha dificultado a realização de parte dos trabalhos. Outra explicação possível está relacionado à conjuntura política, na qual verificou-se uma redução dos recursos para pesquisas nas instituições de ensino superior no Brasil. Um outra hipótese levantada pelo grupo de pesquisa que realizou o levantamento é uma redução das produções científicas de modo geral, o que indicaria uma redução não só da pesquisa aplicada, mas em áreas como humanas e ciências sociais, em decorrrência dos dois fatores anteriores.


Sobre o OPAJor


O OPAJor é uma iniciativa do projeto "Tecnologia da Comunicação e a Formação em Jornalismo" ligado ao Grupo de Pesquisa Comunicação, Tecnologia e Sociedade, do Centro Universitário Internacional Uninter. Os dados seguem procedimento metodológico disponível na plataforma. A pesquisa iniciou em 2022 e pretende mapear e classificar as pesquisa aplicadas em jornalismo no Brasil nos últimos anos.


17 visualizações

Comments


bottom of page